Recent Posts

Archive

Tags

NOTA DE REPÚDIO CONTRA VEREADOR MELLO

O Sindicato dos Metalúrgicos de Juiz de Fora e Região vem a público repudiar veementemente os comentários, afirmações e baixas ironias elaboradas pelo Vereador Mello Casal (PTB) em uma live, realizada dia 26 de março de 2021, com o atual Presidente Nacional do seu partido, ex-deputado federal, Roberto Jefferson.


Os dois colegas de partido conseguiram, em apenas um vídeo, desrespeitar a Guarda Municipal de Juiz de Fora que há anos presta um excelente serviço à população; sindicatos e entidades trabalhistas que lutam diariamente, em diferentes categorias, por tantos trabalhadores e trabalhadoras; a Universidade Federal de Juiz de Fora, orgulho da nossa cidade e referência de educação em todo o país; a Prefeita Margarida Salomão que ocupa o cargo há apenas 3 meses e foi eleita democraticamente pelo povo juiz-forano sem qualquer ajuda externa de juízes, robôs e disseminadores de fake News; além da Casa Legislativa desta cidade que vê um de seus representantes agir de forma tão baixa, vil e desrespeitosa.

Roberto Jefferson nós conhecemos de longa data. Integrante da famosa “tropa de choque”, um grupo de deputados que tentou de todas as formas defender o ex-Presidente Fernando Collor de Mello que na época era acusado de corrupção e via o impeachment se aproximar. Esse foi apenas o começo de Roberto Jefferson que, logo depois, em 1993, teve seu nome citado entre os envolvidos no esquema de propina na CPI do Orçamento. Em 2005, Jefferson se viu novamente nas capas de jornais quando a Revista Veja denunciou um suposto esquema de corrupção nos Correios, com fraude nas licitações e desvio de dinheiro público. No dia 14 de novembro deste mesmo ano, o deputado teve seu mandato cassado pelo Conselho de Ética da Câmara, acusado de mentir em depoimento, perdendo seus direitos políticos por oito anos. Em 2012 ele foi condenado a 7 anos e 14 dias de prisão pelo STF por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.


Com esse vasto currículo, as palavras ditas por este senhor não emanam qualquer resquício de credibilidade para a sociedade brasileira que, depois de tantos escândalos, já o conhece bem. Porém, o que mais surpreende no vídeo é um Vereador da nossa cidade, eleito por juiz-foranos, corroborar com tais acusações e insultos, principalmente a duas de nossas instituições que tanto orgulham nossos cidadãos e cidadãs: a Universidade Federal que há décadas produz ciência, além de preparar os nossos jovens para o mercado de trabalho no mundo todo, e a Guarda Municipal que tem trabalhadores e trabalhadoras que diariamente arriscam suas integridades físicas, suas vidas, para garantir nossa segurança. Subestimados justo por um Vereador que faz discursos no plenário se dizendo sempre ao lado dos trabalhadores da segurança pública. Nos leva a crer que tudo isso era só teatro.

Ainda neste mês de março, em sessão ordinária online da Câmara Municipal, o mesmo Vereador Mello Casal se exaltou após a fala da Vereadora Cida (PT) que citava hospitais militares. Rapidamente Mello pediu a palavra e dizia que ali tinha um militar e que não ia permitir com que ninguém falasse nada a respeito dessa categoria, pois sempre iria defender.


Na live, quando Roberto Jefferson insinuou que a Guarda Municipal era fraca e deveria “tomar um pau” de milícias, não houve defesa. Pelo contrário. O Vereador Mello Casal riu. Fica mais do que claro que apenas os militares têm o seu respeito. Ou então o Sargento encontra dificuldade de falar alto, ser ríspido e firme quando não está falando com uma mulher. Ou, talvez, as duas coisas.

Ainda sobre a live, a respeito de afirmações do Vereador sobre atuações dos sindicatos na cidade, nós precisamos ressaltar o nosso espanto. “Sumiram”, disse ele. E continuou, “você não vê mais camisa vermelha dos sindicatos brigando pelos direitos do trabalhador”. Tal afirmação, além de oportunista e vazia - pois nunca avistamos o Vereador Mello Casal em qualquer ação ou manifestação a favor da nossa categoria ou de muitas outras -, é uma mentira. Os diretores do STIM estão em frequentes reuniões com empresários do ramo metalúrgico brigando por direitos na Campanha Salarial. Não teve um dia, com qualquer Governo Municipal, que a gente tenha fugido da luta. Mas a acusação de sumiço, além de mostrar uma enorme incapacidade do Vereador de conhecer e entender o trabalho dos sindicatos, também evidencia algo importante e simbólico: para ele, sindicato só está lutando quando está nas ruas.


Primeiro, isso nos mostra que o nosso lugar é nas ruas mesmo, e que isso é uma marca dessas instituições. Segundo, deixa clara a nossa posição de enfrentamento ao COVID-19. Significa que nós, entidades trabalhistas, preocupadas com a vida dos trabalhadores e trabalhadoras, estamos abdicando de um importante instrumento de luta para resguardar a saúde de todos e todas. Significa que nos importamos com as mortes. Significa que respeitamos a pandemia. Ao contrário de muitos.

Mas não se preocupe, Vereador Sargento Mello, porque nós voltaremos às ruas assim que for seguro. De camisas vermelhas. De camisas roxas feministas. De camisas coloridas como o arco-íris. Para lutar por direitos trabalhistas e reestabelecer a democracia neste país. Para assegurar que teremos um Governo de verdade.


O nosso lado sempre foi esse. A gente não abre mão do nosso projeto de uma cidade e um país melhor. Ao contrário do Presidente Nacional do seu partido que, além de já ter passado por quatro siglas – MDB, PMDB, PP e PTB -, se posicionou, nas horas decisivas e importantes, sempre do lado errado da história. E você, Vereador Sargento Mello, segue pelo mesmo caminho.

Follow

Contato

(32) 3321-1859

Endereço

R. Mal. Floriano Peixoto, 72 - Centro, Juiz de Fora - MG, 36015-440, Brazil

©2018 by Sindicato dos Metalúrgicos de Juiz de Fora e Região. Proudly created with Wix.com